“Quando tento falar com o meu marido, ele não me entende. Parece que não falamos a mesma língua!”

O que tem a Inteligência Emocional a ver com isso?

De uma forma geral podemos dizer que há pessoas mais mentais, racionais e ligadas ao seu lado congnitivo, e há pessoas mais emocionais, ligadas às suas emoções e experienciando a vida através do seu sentir. Inteligência Emocional tem a ver com equilibrar o lado mental e o lado emocional, de modo a colocar ambas as valências a trabalhar em conjunto.

Nos casais, os opostos têm tendência a atrair-se pelo que é comum vermos relações entre pessoas mais mentais e mais emocionais. Um dirá coisas como “eu penso”, “eu acho”, “explica-me concretamente”, “quando é que isso aconteceu”… essa é a pessoa mental que procura factos e pensamentos. O outro dirá coisa como “eu sinto”, “isso não interessa, interessa como isso me fez sentir”, “não importa como aconteceu, importa o que me fez”.

Nenhuma das perspetivas é errada, e no casal, os dois polos são pontos de aprendizagem. O emocional vai beneficiar se levar o seu foco a pensamentos e factos específicos, para não se deixar assoberbar pelo sentir. O mental vai beneficiar de parar e conectar-se com o que sente em determinados momentos ou acontecimentos, para melhor compreender a sua necessidade.

Conheça todos os detalhes, subscreva o nosso canal no YouTube e acompanhe os episódios do Videocast: “O que tem a Inteligência Emocional a ver com isso?”

Se um dos seus compromissos para este ano for para com o conhecimento, achamos que vai gostar do que preparámos! Veja o nosso Plano de Ações para 2022 e aproveite todas as ofertas em Certificações, Cursos Online e Retiros.