Porque se fala tanto de liderança?

Porque se fala tanto de liderança?

PORQUE É TÃO IMPORTANTE LIDERAR NOS DIAS DE HOJE?
E PORQUE É TÃO DIFÍCIL TAMBÉM?

As mudanças nos dias de hoje são muitas e muito rápidas. Liderar uma empresa ou um grupo de pessoas hoje não é a mesma coisa do que era no passado. Há vinte ou trinta anos atrás o conceito de liderança era diferente. Hoje em dia as diferenças existentes entre gerações, que coexistem no local de trabalho, tornam ainda maior o desafio de procurar a melhor forma de liderar. Se antes bastava ser autoritário e produtivo, hoje exige-se muito mais de um líder.
Estamos a falar acima de tudo com mudança de atitude!

O líder atual precisa de ser bom gestor, precisa de desenvolver a capacidade de ouvir e aceitar as diferenças. Este líder precisa ser um modelo para os seus colaboradores, ser o ponto de equilíbrio entre as pessoas e as tarefas. Um líder tem que desenvolver a sua capacidade de comunicar, pois um líder que não comunica de forma clara, terá muitas dificuldades em fazer-se entender pelos que o rodeiam.

Costumamos usar a metáfora de que a comunicação é o aparelho circulatório de uma empresa, como nas famílias, é igual… Se ele não funcionar bem, começam a aparecer uma série maleitas noutros órgãos! Esta imagem ajuda a perceber a importância da comunicação, na medida em que revela a importância das boas interações na vida das organizações.

Na verdade, as empresas não são mais do que redes de comunicação e sem comunicação não há organização, não há gestão, cooperação ou motivação. Uma boa capacidade de comunicação continua a ser entendida como um dos principais ingredientes de uma liderança carismática.
liderançaE se pensarmos que cerca de 90% da comunicação emocional se faz sem palavras, a coisa ainda se complica mais e percebe-se porque lhe temos que dar tanta importância!
Com isto tudo, depreende-se que ser líder implica tempo, dedicar tempo às pessoas – que é uma coisa que nos falta muito nos dias de hoje!

Se esbarramos logo neste obstáculo “falta de tempo”, surge outro logo a seguir que são as próprias pessoas; pensamos todos de forma diferente, agimos e possuímos valores diferentes, para não falar nas diferentes motivações que cada pessoa possui. E estas pessoas, todas diferentes, ainda podem criar ilusões sobre seus líderes, o que dificulta mais o processo de comunicação e liderança.

Mas liderança tem a ver com pessoas e não há volta a dar! Infelizmente não somos educados ou treinados para ser líderes, daí ser uma tarefa aparentemente difícil. Verdade, que também não somos treinados ou formados para ser liderados…

Mas uma mensagem importante a reter é que, apesar de todas estas dificuldades, liderança pode ser aprendida. Temos que nos conhecer bem e aprender a conhecermo-nos. Só assim podemos identificar os nossos pontos mais fracos, para de seguido treinar e fortalecer essas nossas características. Não é uma coisa inata ou só para alguns! Alguns nascem com determinadas características sim, que fazem deles líderes inquestionáveis mas a maior parte vem com o trabalho, esforço e dedicação.

Há uma série de características que um líder deve possuir e se não as tem, há que desenvolvê-las. Liderança tem a ver com comportamento, atitude e isso pode ser aprendido, melhorado.

• Tem que saber ouvir (escuta ativa)

• Tem que saber delegar tarefas

• Tem que saber comunicar

• Tem que ter foco

• Tem que saber dar feedbacks e acompanhar os seus colaboradores/liderados

• Tem que ser capaz de assumir a sua cota parte nos erros e reconhecer novas ideias

Acima de tudo, reter que nada se faz sem trabalho, dedicação, determinação e fé (na sua equipa). Há que ser disciplinado, organizado e trabalhador.
Tomem notas, estudem, oiçam, observem, dediquem-se aos vossos colaboradores, conheçam-nos, respeitem-nos… Porque liderança é influência, sempre foi e sempre será e cada um tem em si mesmo o poder e a capacidade de desenvolver essa influência.