10 Dicas de motivação pessoal

10 Dicas de motivação pessoal

É já do senso comum que a motivação é aquilo que move as pessoas. O termo deriva do latim movere, que significa mover, pôr em funcionamento. E, quando aplicado à condição humana, é a força que impele o indivíduo a fazer qualquer coisa.
No sentido psicológico, a motivação é a tensão persistente que leva o indivíduo a alguma forma de comportamento com vista à satisfação de uma ou mais necessidades.
Este tem sido um tema recorrente a vários estudiosos. Maslow, por exemplo, analisa a motivação humana como uma hierarquia de necessidades. No seu entender,

• Uma necessidade satisfeita não motiva, não desencadeia comportamentos;
• Ao satisfazer as necessidades primárias é que surgem as demais;
• Em qualquer situação da vida, se uma necessidade mais básica e fundamental surge, sobrepõe-se às outras e torna-se imperativa.

Assim, consegue-se perceber que, naturalmente, todo o indivíduo passa por momentos de maior ou menor motivação. Fique com 10 dicas capazes de potenciar a sua motivação pessoal:

1. Acredite em si. Só é possível desenvolver atingir metas se se tiver compreensão e clareza sobre a capacidade de realização.
2. Tenha sonhos. Os sonhos são o combustível para a busca dos objetivos. É preciso refletir na vida e observar se os seus sonhos estão em primeiro plano e se está a lutar por eles.
3. Não desista de lutar. Por mais que a batalha seja árdua, não deve fugir aos desafios. Procure superar o medo e as incertezas. O conhecimento e a preparação são essenciais na conclusão das grandes etapas de cada projeto. Arrisque e esteja sempre consciente das suas próprias capacidades.
4. Aprenda com os erros. Os erros tornam os indivíduos mais experientes e atentos a novas situações, fazendo com que essa experiência se transforme em aprendizagem. Portanto, não bloqueie perante as suas falhas, mantenha o foco e siga em frente.
5. Realize atividades que lhe trazem felicidade. A melhor maneira de “driblar” a falta de motivação é fazer coisas que proporcionem bem-estar. Faça uma lista de atividades que gosta de fazer e comece a praticá-las. Com isso, aos poucos, estará mais motivado em realizar todas as tarefas com o mesmo nível de ânimo e excelência.
6. Pense positivo. Ser otimista e encarar os desafios com firmeza e disposição contribui para que uma boa parte do caminho seja percorrido. Procure direcionar atitudes e perspetivas para os aspetos positivos. Faça do pessimismo uma palavra inutilizada no seu quotidiano.
7. Estabeleça metas. Pensar positivo e sentir-se bem são fatores impulsionadores da motivação, porém é preciso colocar em prática essas emoções. Para que isso seja possível, relacione as prioridades, bem como as tarefas e os respetivos prazos. Não se esqueça de os colocar em sistema de passos, para que seja visível a evolução de cada tarefa cumprida.
8. Reclamações só servem para bloquear a motivação. Reclamar não vai resolver o problema. O primeiro passo para a solução é optar pela mudança de comportamento, analisando o que está errado e quais as alternativas para solucionar a questão.
9. Refletir. Reserve tempo para refletir sobre atitudes, conquistas e fracassos. Essa análise é crucial para verificar se os seus objetivos estão alinhados com as suas ações, de modo a poder redirecionar os esforços para aquilo que realmente deseja.
10. Comemore as conquistas. É importante ter a consciência dos resultados obtidos. Assim sendo, deve-se celebrar as vitórias e permitir que se inunde da sensação de dever cumprido e metas alcançadas.